Friday, April 21, 2006

EB1 - A Magia dos Lápis





.

Escola Básica n 1 - Escola Branca - Leiria

Jornal escolar - Ano 2 - Número 5

(Clicar em cima das imagens para se verem em tamanho maior e não forçar a vista)

Excerto do jornal ---->

Podem escrever-me para: as@nunes.com.pt por e-mail, está bem?

Se tiverem e-mail mandem-mo, para eu poder reproduzir o vosso jornal, se assim o quiserem.

- Quem vos está a escrever é o avô do Gui do 2º ano. - de manhã

3 comments:

Marco Aurélio said...

ASN

Hoje comemoramos aqui o descobrimento do país. Que tal uma polêmica? O Brasil foi"descoberto" ou não terá sido invadido? rigorosamente falando, como é possível "descobrir" uma nação já habitada por cinco milhões de indígenas há mais de 20 mil anos antes do "descobrimento"?

Um abraço
Marco Aurélio

asn said...

Caro Marco Aurélio

Presumo que pretendesse colocar este comentário no meu blog http://dispersamente.blogspot.com mas não poderia deixar de lhe responder, aqui mesmo. Acabei de participar numa Sessão de fundação do ELOS CLUBE de LEIRIA. Sabe que recebemos imensas mensagens de felicitação vindas do Brasil? Sabe que este Movimento nasceu da iniciativa dum Brasileiro? Sabe que o propósito fundamental deste Movimento é o Humanismo, em geral e o incremento e motivação dos povos dos países de expressão linguística baseada no Português, para a vivifação duma efectiva Comuniade Lusíada? Sabe que o Brasil, como Nação, com as suas fronteiras actuais e que têm 506 anos, foram traçadas e reconhecidas por todo o mundo, depois dos portugueses terem aportado a Terras de Vera Cruz?
Haveria hoje o Brasil se não tivesse acontecido a "descoberta" por Álvares Cabral? Haveria hoje o Brasil se a História não tivesse decorrido como aconteceu de facto? Com todas as imperfeições e injustiças próprias do homem enquanto ser. A História é o passado que nós, portugueses de todos os tempos, desde 1500, de indígenas dessa imensidão de território(s) e de todos os que, posteriormente, demandaram essas paragens, volntariamente uns, obrigados pela vontade dos poderosos, outros, acabámos por escrever.
E, caro Marco Aurélio, o que está escrito, escrito está!...
António, de Portugal e da Comunidade Lusíada.

Marco Aurélio said...

António

Realmente pretendia colocar este comentário no dispersamente.Sabia que ia dar uma explicação condizente com o que penso.
Temos que motivar e unir os povos dos países de lingua Portuguêsa. Era só para causar polêmica mesmo.O Brasil foi "achado" e não invadido! Obrigado a você e toda Comunidade Lusíada, sobretudo a Pedro Álvares Cabral. te espero novamente.

Um abraço

Marco Aurélio